Ritmos, cores e sabores do Natal polonês

Grupo Karolinka na II Mostra de Folclore Polonês em São Mateus do Sul

Dezembro chega e as cidades se enchem de cor e de uma alegria especial em preparação para o Natal. Aqui, sol escaldante e dias quentes de verão. Lá, a neve cai e torna branca a paisagem. Ainda assim, São Mateus do Sul pôde sentir o gostinho do Natal polonês, com eventos como o Opłatek e as apresentações do Grupo Karolinka.

O advento – período de preparação que antecede o Natal – é muito importante na tradição cristã polonesa. É momento de reunir a comunidade, celebrar a fé e compartilhar os votos de felicidade natalina. Neste período de preparação, o Karolinka esteve junto da comunidade são-mateuense para levar a alegria do Natal polonês e fazer os votos de um abençoado 2018.

 

Cantos e danças polonesas para a comunidade

Na preparação do Natal, as kolendas ecoam pelas casas. Os cantos natalinos poloneses são parte da tradição natalina na família polonesa. Com a alegria destas cantigas, por muitos anos as famílias celebravam a chegada do menino Deus e preservavam a tradição trazida pelos imigrantes poloneses ao Brasil.

O Chór Karolinka, que atua como coral folclórico, busca resgatar também esta tradição, e trouxe este ano uma seleção com estrofes de kolendas polonesas. A apresentação aconteceu durante a cerimônia do Opłatek do Cepom, na Colônia Iguaçu.

O coral também participou da apresentação do Natal Encantado, nas sacadas do Hotel Dom Leopoldo, no dia 3 de dezembro, juntamente com o Coral Cantata e a Oficina de Dança do Centro da Juventude.

No dia 16 de dezembro, o grupo de danças do Karolinka também integrou a programação de Natal no município. Na ocasião, o grupo infantil apresentou as danças “Polka dla Dzieci”, “Tańce z Kwiat”, “Góral”, além da estreia de “Krakowiak z Lajkonikiem”, coreografia montada pela professora Joceliane Vaçosnik, que atua com o grupo infantil há 4 anos. O grupo adulto dançou “Kołomajki”, “Beskid Śląsk”, “Polka Z Lwów do Warszawa” e solo de “Oberek”.


A partilha do Opłatek

O Opłatek (pronuncia-se opuátek) é uma das tradições mais antigas da Polônia e se espalha por países católicos do centro-leste europeu. Origina-se no século X como uma prática comum no cristianismo primitivo. Durante o século XVII, foi popularizado em toda comunidade polaco-lituana como uma tradição de Natal.

A partir do século XIX, momento histórico em que a Polônia deixou de existir como Estado-nação em função do domínio de países vizinhos, o Opłatek passou a ter símbolos religiosos e o ritual da partilha tinha o desejo em comum de ver o país independente de novo.

A tradição da partilha esteve sempre presente nas comunidades polonesas de São Mateus do Sul desde a chegada dos imigrantes.


Sabores regionais

A turma do curso de língua polonesa, coordenado pela professora Ludmila Pawlowski durante 2017, realizou uma confraternização gastronômica no encerramento das atividades anuais, com a partilha do Opłatek. Várias regiões da Polônia foram representadas por pratos de comida típica produzidos pelos próprios integrantes.

Além do pierogi, o buffet contava com sopa de ameixas, salada de repolho com maçã e pepino azedo, massa com cogumelos, torta de maçã e piernik (bolo de mel com especiarias). A cada convite para se servir, a professora Ludmila apresentava as regiões em que as receitas são tradicionais na Polônia – Kaszuby, Wielkopolska, Podlaski, Podkarpacki, dentre outras.

O Grupo Karolinka retoma as atividades em 2018, com aulas de canto, dança e língua polonesa para a comunidade de São Mateus do Sul e região.